Pular para o conteúdo principal

I Seminário de Prática Pedagógica Lúdica em Arte: Professor no Porto


Compartilhando experiências, interagindo com novos projetos, conhecendo os vencedores do Concurso Cultural de Desenhos “Retratos do Porto de Santos”, Tributo aos 120 Anos, celebrados em 2012. Resenha do Seminário realizado no dia 24 de agosto de 2012.

A Arte dialoga com o ser humano  desde a pré-história até os  dias atuais; as concepções de beleza  são magníficas: “Vênus Grega”, “Virgem Bizantina”, “Mona Lisa” ...  “natureza viva” de Frans Krajcberg.

Na Grécia Antiga, século V (A.C.) a beleza era considerada um caminho para o bem e a verdade. Uma estátua grega traduzia um ideal – ao mesmo tempo artístico, moral e espiritual – de perfeição humana. Esse conceito foi retomado durante o Renascimento em meados do século XV, depois de superada a tese dominante na Idade Média, quando a beleza pertencia exclusivamente a Deus e só se manifestava nas coisas da natureza para relevar a sabedoria divina. Desde então, aceita-se uma divisão entre “beleza natural” e “beleza artística”: a natureza é bela, mas não é artística. Fornece a matéria prima, não o produto da ação criadora do homem, a “sublime” obra prima, pessoal e intransferível.    

Uma reflexão do Período Rosa de Pablo Picasso é a síntese da harmonia de uma obra de arte: “quando trabalhava no quadro Guerra e Paz e na série desses desenhos, consultava meus cadernos de desenhos todos os dias, dizendo a mim mesmo o que poderei aprender a meu respeito que ainda não saiba? E quando não sou  mais eu  quem está falando, mas sim os desenhos que fiz, quando eles escapam e zombam de mim, então sei que alcancei meu objetivo. Eu sou o caderno de desenhos.”

Pablo Picasso foi extremamente corajoso ao afirmar, “eu sou o caderno de desenhos.” Em pleno século XXI, as  crianças e os  jovens do mundo moderno ainda poderão dizer “nós somos o caderno de desenhos?” Ou simplesmente, “nós somos os defensores da natureza como Frans Krajcberg?” Parafraseando Emanoel Araujo, curador da mostra “A Natureza Viva”, “ele é um descobridor da beleza e do poder de fazer surgir, no meio das mais profundas florestas carregadas do silêncio e da intocabilidade, a sua voz de defensor eterno e apaixonado. Ele é um cultivador dos seres vivos, que acolhidos pelo seu olhar, se abrem para o Sol e se mostram em seu esplendor...” arte é a verdadeira metamorfose do aprendizado da criança e do jovem do século XXI.

O I Seminário De Prática Pedagógica  Lúdica Em Arte  almeja fomentar e difundir respostas às seguintes perguntas:

Quais são os caminhos da Arte em uma Cidade Portuária?

O Professor no Porto é um fato concreto?

Onde estão  os “Retratos do Porto de Santos?” 

Quem são os protagonistas do “Tributo” aos 120 Anos do Porto de Santos?

PROGRAMAÇÃO

Hall de Entrada da Câmara Municipal de Santos

I Feira Do Livro E Difusão Da Leitura Das Cidades Portuárias

Lançamento do Festival de Literatura em Vídeo 2012

Editora Ática – Editora Scipione

Orla Comércio e Distribuidora de Livros Ltda.

Exposição de Fantasias “Meu Conto De Fadas Favorito”

Casa das Fantasias

Abertura Artística

14:00 - Teatro Mágico – E. E. Canadá de Santos.

14:10 – Banda Querô – Instituto Arte no Dique de Santos.

Plenário Oswaldo de Rosis

14:30 – Execução do Hino Nacional Brasileiro.

14:35 – Pronunciamento do Vereador Professor Reinaldo Martins, Presidente da Comissão Permanente de Educação da Câmara Municipal de Santos.

14:40 – Tributo aos 120 Anos do Porto de Santos com a Poesia “Porto” de Roldão Mendes, leitura dramática com Lucas Sansão Teixeira, do Grupo de Teatro da E.E. Canadá de Santos.

14:45 – Tributo à cidade coirmã: “Nagasaki, Meu Amor...” momentos de Nagasaki com Jam Pawlak, Presidente da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, de São Paulo.

15:00 - Encontro com os Vencedores do Concurso Cultural  de Desenhos “Retratos do Porto de Santos”  Tributo aos 120 Anos celebrados em 2012: Casos de Sucesso de alunos e professores da Secretaria de Educação de Santos – Seção de Projetos Educacionais Especiais.

15:10 – Condecoração de Honra ao Mérito: Alunos, Professores e Escolas que participaram do Concurso Cultural de Desenhos “Retratos do Porto de Santos”.

15:20 – Apresentação dos Grandes Vencedores do Concurso Cultural de Desenhos “Retratos do Porto de Santos”, vídeo: “o futuro que queremos” apresentando os desenhos vencedores, Alunos, Professores e Escolas. 
A Comissão Organizadora do Concurso Cultural de Desenhos “Retratos do Porto de Santos” tem a honra de anunciar os grandes vencedores:
CLASSIFICAÇÃO FINAL
Ensino Fundamental  I
1º lugar: Mariana da Silva dos Santos
U.M.E. Irmão José Genésio
2º lugar: Giovana Karla Rodrigues Pereira
U.M.E. Professor Florestan Fernandes
3º lugar: Lucas Araújo Oliveira Santos
U.M.E. Irmão José Genésio
4º lugar: Leonardo Andrade dos Santos
U.M.E. Irmão José Genésio
5º lugar: Ana Beatriz do Rosário Gonçalves
U.M.E. Doutor Fernando Costa
Ensino Fundamental II
1º lugar: Leonardo Bispo dos Santos
U.M.E. Cidade de Santos
2º lugar: Rosiane Vicente Machado
U.M.E. Monte Cabrão
3º lugar: Vinicius Bailane Lima
U.M.E. Vinte e Oito de Fevereiro
4º lugar: Gaia Santana
U.M.E. Professor Florestan Fernandes
5º lugar: Marcelly França Costa
U.M.E.  Professor Florestan Fernandes
Congratulações aos vencedores!                              Apresentação de Painéis: Ações da Arte e Cidadania

Oficina de Origami: A Incrível Jornada dos Tsurus

Concepção: Jam Pawlak, Fundadora e atual Presidente da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, de São Paulo.

Moderador: Vereador Professor Reinaldo Martins, Presidente da Comissão Permanente de Educação da Câmara Municipal de Santos.

 

15:30 Painel 1 - Conexão África-Brasil na cidade de Santos: arte, escola  e cidadania;

Urivani Rodrigues de Carvalho – Vice Presidente da Casa de Cultura da Mulher Negra de Santos, Coordenadora do Núcleo de Educação, Arte Educadora com especialização em Cultura Negra.   

15:45 Painel 2 - Conexão Brasil-Japão: sob os auspícios do Haicai à bordo do Kasato Maru; 

Regina Alonso – Pedagoga e Escritora santista, integrante do Grêmio Haicai Caminho Das Águas, do Grupo Poetas Vivos, da Academia Vicentina de Letras, Artes e Ofícios “Frei Gaspar da Madre de Deus” de São Vicente e da Academia Santista de Letras “Casa de Martins Fontes” de Santos.

16:00 Painel 3 - Conexão Santos-Nagasaki:  celebrando 40 Anos como cidades co-irmãs;

Maria Luiza Justo Nascimento – Coordenadora de Relações Internacionais da Prefeitura Municipal de Santos, Mestre em Direito Internacional pela  Universidade Católica de Santos.

16:15 Painel 4 - Conexão Santos-Brasil:  Perspectivas da Relação Porto-Cidade;

Jam Pawlak – Presidente da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, de São Paulo, Coordenadora da Comissão Organizadora do Concurso Cultural de Desenhos “Retratos do Porto de Santos” e do Seminário de Prática Pedagógica Lúdica em Arte: Professor no Porto. Teatróloga, Produtora Cultural.

16:30 Painel 5 - Conexão Santos-São Paulo: Difusão da arte da Cidade Portuária;

José Virgílio Leal de Figueiredo – Presidente e Coordenador Cultural do Instituto Arte no Dique de Santos, Produtor Artístico e Cultural, pós graduado em Crítica e Arte pela Universidade Católica de Salvador.

Observação: A Oficina de Origami “A Incrível Jornada Dos Tsurus” estará acontecendo no Auditório do 1º andar da Câmara Municipal de Santos a partir das 15:30 horas, voltada para o público infanto-juvenil. Coordenação: Julia Agnes Mikita Pawlak, ONH-U Jovem.
                                  Apresentação do Teatro Mágico. Foto: Divulgação.
              Um novo olhar para a história do Porto de Santos: o olhar da juventude.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cartas para Marie Curie: livro para ouvir...

Livro para ouvir
Selo ONHU Brazil
Em 2013, a Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, está finalizando o projeto cultural sem fins lucrativos, Cartas para Marie Curie, Tributo ao 100º Aniversário do Prêmio Nobel em Química para Maria Sklodowska-Curie, celebrado em 2011 no Brasil e no exterior. O concurso cultural "Cartas para Marie Curie" promovido pela Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, compartilhou o legado de Marie Curie entre a juventude do Brasil, visando  popularizar a contribuição da Mulher para a Ciência. A Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, recebeu mais de duas mil cartas de todo o país, cartas inéditas, criativas  e solidárias,  com relatos dos estudantes do Brasil sobre suas vidas, sobre a vida e a obra de Marie Curie,  e de como a história de Marie Curie afetou suas vidas  na atualidade. A história de Marie Curie encantou a juventude  do Brasil de tal forma, que um grupo de jovens de São Paulo,  mobilizou o Núcleo de Juven…

Esferas Celestes: Nicolau Copérnico E A Astronomia Moderna

Estátua de Nicolau Copérnico na Polônia.
O Núcleo de Cinema Ambiental da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, celebradesde o início do ano de 2013, o Aniversário de 540 anos de Nascimento do Pai da Astronomia Moderna, Nicolau Copérnico, com sessões de cinema do filme documentário Esferas Celestes, produção brasileira de 2009, Ano Internacional da Astronomia, com direção de Ismael de Lima Jr. O filme é um tributo ao legadode Nicolau Copérnico para a humanidade; aborda de forma lúdica a história do astrônomo polonês, autor da obra “Sobre As Revoluções Das Esferas” (De Revolutionibus Orbium Coelestium). O filme Esferas Celestes foi exibido nas seguintes cidades: São Paulo (SP), Santos (SP), Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Londrina(PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte(MG); valorizando o cinema ambiental e a ecologia humana através de sessões de cinema voltadas para a popularização da Astronomia entre a juventude do Brasil.
O talentoso …

Inspiração para o voluntariado das Meninas e das Mulheres no Brasil

"Nós sonhamos com o dia em que vamos abrir os olhos e perceber que a igualdade de gênero estará presente em nossos dias, de que a hipocrisia humana vai acabar de uma vez por todas.
Nós mulheres estamos aqui para relembrar que somos importantes e que merecemos o devido valor não apenas hoje mas todos os dias.
Temos o direito de ser tratadas com dignidade, com respeito, educação e amor. Ser mulher sempre foi uma missão muito difícil, mas não podemos continuar aceitando a submissão como se fosse normal.
Quantas meninas e mulheres almejam por um mundo mais justo para todas e ainda passam em pleno século XXI pela desigualdade entre diversos abusos. É triste ouvir a frase : “não posso realizar meu sonho porque sou menina e não terei nenhuma chance”. Infelizmente essa é uma realidade próxima que precisa ser alterada e juntas podemos fazer a diferença e transformar a nossa sociedade em uma sociedade mais justa para as meninas e as mulheres.
Não queremos nos sentir inferiores com palavras d…