Pular para o conteúdo principal

TRIBUTO À ANITA GARIBALDI EM SANTOS



O I Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher destacou o Trabalho Humanitário da Mulher Santista.
A entrega do I Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher, realizada no último dia 12 de março, na Câmara Municipal de Santos, litoral de São Paulo, contou com a presença de mais de 120 pessoas, que prestigiaram a noite de gala do reconhecimento público ao trabalho humanitário desenvolvido por 32 mulheres da sociedade santista em prol da comunidade durante o ano de 2013.  
O I Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher, uma iniciativa da Comissão da Mulher Brasil-Itália da Organização Neo Humanitarismo Universalista, em parceria com a Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Santos, e Coordenadoria de Políticas para a Mulher da Secretaria de Defesa da Cidadania da Prefeitura de Santos, contou com a seguinte programação: 
Programa da Audiência Pública realizada no Auditório Vereadora Zeny de Sá Goulart
·         Abertura Oficial
·         Composição da Mesa de Honra
·         Entrada Solene das Homenageadas
·         Execução do Hino Nacional da Itália
·         Execução do Hino Nacional do Brasil
·         Execução do Hino da Cidade de Santos
·         Registro da Presença de Autoridades
·         Instalação da Cerimônia de Honra ao Mérito
·         Pronunciamento da Presidente da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Santos, Vereadora Fernanda Vannucci;
·         Pronunciamento do Secretário de Defesa da Cidadania da Prefeitura de Santos, Marcelo Del Bosco Amaral;
·         Pronunciamento da Coordenadora de Políticas para a Mulher da Secretaria de Defesa da Cidadania da Prefeitura de Santos, Senhora Diná Ferreira Oliveira;
·         Pronunciamento da Presidente da Comissão da Mulher Brasil-Itália da Organização Neo Humanitarismo Universalista, Senhora Jam Pawlak;
·         Mensagem de Congratulações às Homenageadas do Deputado Italiano Fábio Porta, Presidente do Comitê Permanente para os Italianos no Mundo e Promoção do Sistema País e Membro da III Comissão Permanente de Relações Exteriores e Comunitárias da Câmara dos Deputados da Itália, representado pela Senhora Célia Bertolini, Presidente  da Società Italiana Di Santos;
·         Tributo à Anita Garibaldi e ao Dia Internacional da Mulher com o Poeta Italiano Franco Luperi, da Società Italiana Di Santos; 
·         Discurso da Oradora Oficial  das Homenageadas, Senhora Rosilma Menezes Roldan;
·         Apresentação das Homenageadas e entrega dos Certificados de Honra ao Mérito do I Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher.
O trabalho humanitário desenvolvido em prol da solidariedade internacional e defesa dos direitos da mulher no município de Santos, também recebeu o reconhecimento das autoridades em seus respectivos pronunciamentos:
O Secretário de Defesa da Cidadania da Prefeitura de Santos, Marcelo Del Bosco Amaral, ressaltou, “precisamos nos unir para transformar e garantir a cidadania e a inclusão social.”
O Deputado italiano Fábio Porta, enfatizou, “que o mundo volte o seu olhar atento e perceba que a mulher é a mola propulsora de toda uma sociedade.”
A Presidente da Comissão da Mulher Brasil-Itália da Organização Neo Humanitarismo Universalista, Jam Pawlak, enalteceu as 32 personalidades femininas, aclamadas publicamente como Vencedoras do I Prêmio Anita Garibaldi em Defesa dos Direitos da Mulher, “32 senhoras da sociedade santista que atuaram corajosamente em dez categorias distintas, voltadas para a exaltação da dignidade humana e do trabalho humanitário. 32 senhoras dedicadas ao ideal maior de construir uma nova realidade para todos os cidadãos, compartilhando experiências, esperanças e oportunidades.”
A Oradora Oficial das Homenageadas, Rosilma Menezes Roldan, salientou, “estar ao lado de mulheres que desenvolvem trabalhos tão importantes me deixou muito feliz.”
O Poeta italiano, Franco Luperi, da Società Italiana Di Santos, emocionou o público ao recitar o poema Mamma   em italiano e em português:   
È questo il nome che si da all’amore,
che prima di esser mamma è stata donna,
che prima di esser donna era fanciulla,
che prima di fanciulla fu bambina,

È questo il nome che si da per sempre
a chi da sempre dedica l’affetto,
a chi da sempre dona il sentimento,
a chi da sempre veglia il tuo riposo.”

“É este o nome que se da ao amor,
que antes de ser mãe foi mulher,
que antes de ser mulher foi mocinha,
que antes de mocinha foi menina.
É este o nome que se da para sempre
a quem desde sempre dedica o afeto,
a quem desde sempre doa o sentimento,
a quem desde sempre vigília  o teu repouso.”

Abertura Oficial e execução dos Hinos da Itália, do Brasil e de Santos.

Instalação da Cerimônia de Honra ao Mérito.

Discurso da Presidente da Comissão da Mulher Brasil-Itália da Organização Neo Humanitarismo Universalista, Jam Pawlak.

Discurso da Oradora Oficial das Homenageadas, Rosilma Menezes Roldan.

Homenagem à Sílvia Teixeira Penteado realizada pela Vereadora Fernanda Vannucci.

Camila Genaro recebendo o Certificado de Honra ao Mérito do Secretário Marcelo Del Bosco Amaral.

Carol Santos homenageada pelo Vereador Cacá Teixeira.

Célia Bertolini condecorando a homenageada Joanna Rocha.

Clara Sznifer condecorada por Diná Ferreira Oliveira.

Momento de confraternização entre as homenageadas, Clara Sznifer e Joanna Rocha.

O Vereador Cacá Teixeira homenageando Rosilma Menezes Roldan. 


Edna Daguer recebendo o Certificado de Honra ao Mérito de Ayr Quaglio.

Elza Pereira dos Santos condecorada pela Vereadora Fernanda Vannucci.  

Jam Pawlak homenageando Conceição Dante.

Momento de confraternização entre as convidadas e as homenageadas, Julia Mikita, Catharina Apolinário e Rosilma Menezes Roldan.

Registrando o encontro de grandes talentos femininos, Madô Martins, Jam Pawlak e Joanna Rocha.

O Secretário Marcelo Del Bosco Amaral homenageando Gilze Maria Costa Francisco. 

Jam Pawlak condecorando Tatiana Evangelista.

Sarah Rodriguez homenageada por Célia Bertolini.


Franco Luperi emocionando o público com o poema "mamma."



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cartas para Marie Curie: livro para ouvir...

Livro para ouvir
Selo ONHU Brazil
Em 2013, a Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, está finalizando o projeto cultural sem fins lucrativos, Cartas para Marie Curie, Tributo ao 100º Aniversário do Prêmio Nobel em Química para Maria Sklodowska-Curie, celebrado em 2011 no Brasil e no exterior. O concurso cultural "Cartas para Marie Curie" promovido pela Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, compartilhou o legado de Marie Curie entre a juventude do Brasil, visando  popularizar a contribuição da Mulher para a Ciência. A Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, recebeu mais de duas mil cartas de todo o país, cartas inéditas, criativas  e solidárias,  com relatos dos estudantes do Brasil sobre suas vidas, sobre a vida e a obra de Marie Curie,  e de como a história de Marie Curie afetou suas vidas  na atualidade. A história de Marie Curie encantou a juventude  do Brasil de tal forma, que um grupo de jovens de São Paulo,  mobilizou o Núcleo de Juven…

Esferas Celestes: Nicolau Copérnico E A Astronomia Moderna

Estátua de Nicolau Copérnico na Polônia.
O Núcleo de Cinema Ambiental da Organização Neo Humanitarismo Universalista, ONH-U, celebradesde o início do ano de 2013, o Aniversário de 540 anos de Nascimento do Pai da Astronomia Moderna, Nicolau Copérnico, com sessões de cinema do filme documentário Esferas Celestes, produção brasileira de 2009, Ano Internacional da Astronomia, com direção de Ismael de Lima Jr. O filme é um tributo ao legadode Nicolau Copérnico para a humanidade; aborda de forma lúdica a história do astrônomo polonês, autor da obra “Sobre As Revoluções Das Esferas” (De Revolutionibus Orbium Coelestium). O filme Esferas Celestes foi exibido nas seguintes cidades: São Paulo (SP), Santos (SP), Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Londrina(PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Belo Horizonte(MG); valorizando o cinema ambiental e a ecologia humana através de sessões de cinema voltadas para a popularização da Astronomia entre a juventude do Brasil.
O talentoso …

O Empoderamento Feminino E O Desenvolvimento Sustentável No Brasil

Cerimônia de entrega do Prêmio Sadako Sasaki 2016. Fotografia de Isabella Pawlak.
"O Prêmio Sadako Sasaki em prol da Igualdade de Gênero, almeja dar visibilidade às ações humanitárias realizadas pelas meninas e pelas mulheres no Brasil, promovendo a integração das culturas, oriental e ocidental, utilizando para tanto o humanismo e o pacifismo. 
A solidariedade internacional deverá ser incentivada nas crianças, ainda nos primeiros anos escolares. O futuro da humanidade está nas mãos das mulheres e das crianças do mundo, e educar para a paz não é uma tarefa apenas das escolas, mas de todos os seres humanos de boa vontade.
A maior justificativa  do Prêmio Sadako Sasaki em prol da Igualdade de Gênero, está no intuito de proporcionar o reconhecimento público em prol da defesa dos direitos humanos da população feminina, preservando ainda a memória mundial sobre o legado humanitário de Sadako Sasaki, mais de meio século depois que Sadako perdeu sua vida aos 12 anos de idade, devido à e…