terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Ano Internacional Da Cooperação Pela Água


 
"Tudo surgiu da Água.
Tudo é mantido pela Água."
J. W. Goethe
 

 A Organização Neo Humanitarismo Universalista, informa que em dezembro de 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 2013 -  Ano Internacional das Nações Unidas da Cooperação pela Água, em virtude da Resolução A/RES/65/154. Seguiu-se à proposta submetida por um grupo de países, iniciada pelo Tajiquistão. Foi decidido que o Dia Mundial da Água 2013, celebrado em 22 de março, também terá como tema a Cooperação pela Água. O tema é inédito, o que ressalta sua importância primordial e confere particular relevância a este 20º Dia Mundial da Água.
A Organização Neo Humanitarismo Universalista está em fase de desenvolvimento do Programa Águas do Brasil: a Cooperação pela Água em prol da Paz, mobilizando a juventude do Brasil para a preservação das Águas.
O Brasil é responsável por 12% da Água doce disponível no mundo.
No Brasil, a Água do subsolo atinge 112 milhões de metros cúbicos.
O Aquifero Guarani é a principal reserva de Água da América Latina: incluindo a Argentina, o Uruguai, o Paraguai e o Brasil, gerando uma autêntica Cooperação pela Água em prol da Paz.  
A Organização Neo Humanitarismo Universalista contínua divulgando o Manifesto Dos Defensores Das Águas através da Rede de Voluntários Pais e Professores do Brasil:
MANIFESTO DOS DEFENSORES DAS ÁGUAS
Organização Neo Humanitarismo Universalista 
Há dois mil anos, “eles”, desceram pelos vales dos Rios Madeira  e Guaporé, seguiram pelas praias do oceano, pelos vales dos Rios Araguaia e Tocantins;
Há mil anos, “eles”, exaustos da longa jornada se reencontraram percorrendo os mesmos Rios: Tietê e Paranapanema;
“Eles”, povos indígenas, que deixaram a Cordilheira Oriental Colombiana há séculos, mudaram de rumo, e deslocaram-se mais ao Sul, repousando  às margens do grande Rio Tietê;
“Eles”, Tupis-Guaranis, contemplaram com imensos olhos de gratidão toda a beleza da “Mãe do Rio”, capaz de orvalhar com a ajuda do vento os  imensos vales onde germinaram as sementes das quatro carnaúbas;
I – Somos os Defensores das Águas, preservadas, ainda no leito das suas nascentes por nossos antepassados indígenas em movimento,  “Anhembi”, “Ipiranga”,  “Tamanduateí”;
II – Somos os Defensores das Águas, como fontes de vida para as futuras gerações, “Guarapiranga”, “Paranapiacaba”, “Pinheiros”;
III – Somos os Defensores das Águas, lutando em prol da preservação dos córregos de água potável de norte a sul;
IV – Somos os Defensores das Águas, guerreiros destemidos, humanizados pelo murmúrio dos riachos e dos igarapés que avançam calmamente entre as montanhas do leste e do oeste;
V – Somos os Defensores das Águas e das cachoeiras imaculadas, que saciam a sede do corpo e da alma dos viajantes, desde o princípio dos tempos;   
VI – Somos os Defensores das Águas, almejando contribuir com os nossos talentos para a construção da sustentabilidade e da esperança;
VII – Somos os Defensores das Águas, acreditando no ideal maior : Água para todos os habitantes do Planeta Terra;
VIII – Somos os Defensores das Águas, mobilizando seres humanos, mesmo diante dos portões de ferro, lacrados pelos séculos do desperdício;
IX – Somos os Defensores das Águas, nossos sonhos inspirarão outros sonhos, repletos de lírios brancos, recém-nascidos, nos campos e jardins, ainda molhados pela generosidade das fontes das águas minerais;
X – Somos os Defensores das Águas e do verdadeiro amor pela preservação das espécies, aqueles que amam se regeneram, aqueles que amam compartilham, delicadas  gotas de chuva, que deslizaram suavemente das nuvens brancas para repousarem no magnífico tapete azul do Oceano Atlântico, além do arco-íris.  
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário